A gravidez é um momento para comer de forma sensata – pense alimentos saudáveis e nutritivos tanto para a mãe quanto para o bebê. Leia abaixo para as melhores dicas de nutrição durante a gravidez.

A gravidez pode ser um momento mágico, mas para algumas futuras mães também pode estar cheia de estresse e ansiedades; especialmente quando se trata do que colocamos em nossos corpos.

A gravidez não é um momento para dietas rigorosas, mas para comer sensivelmente. Pense alimentos saudáveis e nutritivos para a saúde da mãe e do bebê.

No entanto, haverá momentos em sua gravidez em que você simplesmente não pode estômago uma tigela de verduras e até mesmo o pensamento de vegetais é suficiente para fazer o seu estômago virar! Então, vá com calma consigo mesmo!

Ouça o seu corpo e tentar incorporar alimentos que estão indo para apoiar você e seu bebê em todas as fases durante toda a sua gravidez.

O 1º Trimestre

Ácido fólico: O primeiro trimestre é onde a maioria das mulheres estão se ajustando aos seus surtos de hormônios. No início da semana 5 (mesmo que seu feto seja do tamanho de uma semente de maçã), o bebê tem todos os blocos de construção corretos no lugar para seus órgãos vitais.

Nesta fase, o ácido fólico é um dos principais nutrientes para o desenvolvimento normal do tubo neural. Níveis baixos são comumente associados a um defeito do tubo neural, Bifida Espinal e Fenda Palatina.

Mesmo antes da concepção, as diretrizes governamentais encorajam as mulheres que estão planejando uma família para aumentar seus níveis de ácido fólico.

As fontes alimentares de ácido fólico incluem: amêndoas, abacate, legumes, vegetais de folhas verdes escuras, brócolis, espargos e figos secos.

Se você está tomando um pré-natal específico multi-vitamina, você vai descobrir que a maioria desses suplementos contêm quantidades maiores de ácido fólico.

  • Manhã, Doença e Náusea: O primeiro trimestre também pode vir com alguns sintomas muito complicados. As futuras mães podem precisar navegar pela doença matinal, náusea e cansaço… o que pode mantê-lo em constante estado de delírio.

Gengibre é comumente recomendado para ajudar a resolver a barriga – tente ralar um pouco de gengibre fresco em água quente ou comprar sacos de chá de gengibre.

Na parte da manhã tente adicioná-lo em um smoothie, um dos nossos favoritos é abacate, espinafre, limão fresco, gengibre fresco e suco de maçã. Que também é uma boa fonte de ácido fólico também!

O 2º Trimestre

Com esses sintomas desagradáveis do primeiro trimestre se estabelecendo nas semanas 12-14 e os níveis de energia aumentando, você vai começar a se sentir mais normal novamente!

Nesta fase, seu bebê já pode engolir e provar graças ao líquido amniótico, então comece a dar ao bebê um gosto por alimentos saudáveis e saudáveis. Isso começa com uma dieta equilibrada rica em:

  • Legumes: Pense em variedades coloridas repletas de antioxidantes como: beterraba, cenoura, pimenta vermelha, brócolis, tomates, bem como abundância de vegetais de folhas verdes escuras Hidratos de carbono integral ou integral: batata doce, quinoa, massa integral, trigo sarraceno, aveia e centeio.
  • Proteínas: Ou fontes vegetarianas como ovos, feijão e lentilhas ou fontes animais e peixes.
  • Boas gorduras: abacate, sementes de abóbora, sementes de girassol, sementes de linhaça e sementes de chia.

Variação é fundamental para garantir que você e seu bebê estão recebendo todos os nutrientes importantes necessários. Agora não é hora de cortar grandes grupos de alimentos ou fazer dietas.

O terceiro trimestre:

Você está na reta final, mas você e o bebê ainda têm muito que crescer. Nutrientes como cálcio, magnésio, vitamina D e ômega-3 gorduras são particularmente importantes durante este trimestre para fortalecer os ossos do seu bebê.

  • Cálcio: Como a maioria das pessoas sabe, cálcio pode ser encontrado em produtos lácteos, mas quantidades menores também podem ser encontradas em amêndoas, castanhas do Brasil, tofu e vegetais de folhas verdes escuras.
  • Magnésio: boas fontes podem ser encontradas em alimentos como — abacate, amêndoas, nozes, tofu, trigo sarraceno, vegetais de folhas verdes escuras e damascos.
  • Vitamina D: Na verdade vem da luz do sol, então apenas 5 a 10 minutos de exposição solar sem protetor solar (antes das 10h e depois das 16h para evitar danos ao sol) deve ser suficiente para manter os níveis altos.

A saúde do cérebro do bebê é apoiada por boas fontes de:

  • Omega-3 gorduras: Pode ser encontrada em alimentos como peixes oleosos como — salmão, cavala, truta e sardinhas.

Certifique-se de não consumir mais de 2 porções por semana, pois estes peixes podem ter alto teor de metal pesado.

Você pode encontrar mais fontes à base de plantas de gorduras ômega-3 de alimentos como sementes de chia e linhaça