Guia da Berberina → Benefícios, Funcionamento e Doses

Cérebro
Utilizada na medicina oriental há milênios, a Berberina possui propriedades ótimas principalmente para o sangue e o coração. Descubra quais são seus vários outros benefícios para o organismo e como utilizá-lo.
Manuela Jobst Nutricionista Clínica

No momento atual, estamos vivendo em um mundo onde a maioria das pessoas possui algum tipo de problema médico. Cotidianos agitados demais, maus hábitos, herança genética, são algumas das causas de patologias muitas vezes crônicas.

Nesse sentido, a procura por opções naturais para tratar as disfunções presentes no organismo é uma tendência. Com tantas alternativas no mercado, aquelas menos nocivas para a saúde com certeza são as mais vantajosas.

Portanto, conheça então a berberina, um suplemento natural capaz de trazer bem-estar sem causar danos.

O que é Berberina?

Originalmente utilizada pelos orientais, a berberina é um fitoterápico produzido a partir de plantas como a Berberis vulgaris, conhecida popularmente como uva-espim, a Phellodendron chinense e a Rhizoma coptidis.

É conhecida há milênios pelas medicinas tradicionais chinesa e ayurvédica como um importante tratamento para diversas doenças.

Muito benéfica para o organismo, a berberina é utilizada principalmente para regular as taxas de açúcar e gordura no sangue. Além disso, pesquisas comprovaram que essa substância é muito eficaz para fortalecer o sistema imunológico e acelerar o metabolismo.

Contudo, ainda existem vários estudos em andamento já com resultados preliminares muito satisfatórios sobre a capacidade que a berberina pode ter de ajudar na perda de peso, no controle da pressão arterial e até mesmo na cura do câncer.

Agora, saiba mais sobre para que serve essa substância cheia de possibilidades.

Para que serve?

Já é conhecido que a berberina traz muitas vantagens para quem a utiliza. Mas como ela funciona e o que proporciona para o organismo?

Essa substância atua através da ativação da AMPK, a Proteína Quinase Ativada por Monofosfato de Adenosina. Esse é o nome longo e complicado de uma enzima muito importante para as funções vitais, principalmente para metabolismo e imunidade.

Dessa forma, a berberina desempenha as seguintes funções:

Controla a diabetes:
A suplementação de berberina potencializa a ação de medicamentos tradicionais para diabetes, auxiliando no controle do açúcar no sangue;
Previne doenças cardiovasculares:
Há indícios de que o uso da berberina reduz as taxas de colesterol ruim e triglicérides presentes no sangue e até aumenta os níveis do colesterol bom;
Aumenta a imunidade:
Pessoas que utilizam berberina tem uma resposta melhor do organismo contra doenças infecciosas, como as causadas por vírus e bactérias;
Acelera o metabolismo:
A berberina também auxilia no desempenho do metabolismo, que está relacionado à perda de peso por quem a consome regularmente.

Doses e como tomar

Consumir a berberina como suplemento é muito indicado para quem está buscando uma melhor qualidade de vida, sobretudo para aqueles que sofrem de altas taxas de glicemia e colesterol, baixa imunidade e metabolismo lento.

Comercialmente, a berberina é comumente encontrada em cápsulas de 500 mg. Mas embora não seja classificada como um medicamento, seu uso pode trazer riscos se não for feito de forma correta. Então, sempre siga as orientações de profissionais de saúde certificados.

#1
Antes das refeições

A recomendação da maioria dos fabricantes é de que a berberina seja consumida diariamente, por volta de 30 minutos antes das refeições.

Para isso, são indicadas duas doses por dia, sendo uma cápsula de 500 mg antes do almoço e outra antes do jantar. Como já citado, para uma melhor absorção, é preciso que a ingestão ocorra 30 minutos antes dessas refeições.

O uso desse suplemento é totalmente seguro, mas não deve ser consumido junto de estimulantes, drogas ou bebidas alcoólicas, nem por gestantes, lactantes ou menores de 18 anos sem prescrição médica.

Benefícios

A berberina já possui milhares de anos de uso nas práticas medicinais orientais. Na medicina que conhecemos como a convencional, a comprovação da sua eficácia é mais recente e ainda existem várias pesquisas em andamento que prometem ainda mais possibilidades para essa substância.

Entenda quais são os benefícios já validados pela ciência:


Controla a glicemia: A suplementação de berberina tem como um dos principais benefícios a diminuição do excesso de açúcar no sangue, muito importante para prevenir o surgimento da diabetes;
Auxilia no tratamento para diabetes: Para pacientes em tratamento contra a disfunção, a berberina potencializa a ação dos medicamentos convencionais utilizados. Assim, há significativa diminuição do risco de efeitos colaterais que a doença pode ocasionar;
Reduz os níveis de colesterol e triglicérides: Um dos resultados mais buscados com a berberina é a redução do colesterol ruim e triglicérides. O suplemento é capaz de baixar a quantidade de gordura presente no organismo e ainda aumentar o colesterol bom, diminuindo assim os riscos de doenças cardiovasculares;
É bom para o cérebro: Já se sabe que a berberina é também um poderoso anti-inflamatório natural. No cérebro, ela ajuda a reduzir a possibilidade de desenvolver Alzheimer e sofrer AVC, e até recuperar o tecido de quem já foi acometido com esses males;
Turbina o sistema imunológico: Como mencionado anteriormente, a berberina causa a ativação da enzima AMPK, proporcionando um melhor funcionamento do organismo. Um dos resultados dessa influência é o aumento da imunidade e da capacidade do corpo de combater presenças destrutivas;
Mantém a flora intestinal regular: Como já citado, a berberina é uma aliada poderosa do sistema imunológico, sendo essencial para manter os intestinos saudáveis. Dessa forma, ela é uma das responsáveis por prevenir várias patologias.

Perguntas frequentes

O termo berberina é relativamente novo para a maioria das pessoas. Pois embora seu uso seja antigo, o suplemento começou a ser comercializado há pouco tempo. Nesse sentido, é completamente comum que existam dúvidas e receios quanto ao consumo dessa substância.

Confira então o esclarecimento dos principais questionamentos dos consumidores.

1
A berberina é um medicamento?

Embora muito benéfica para o tratamento de várias disfunções, a berberina é na verdade um suplemento natural e não há indicação para substituir as medicações convencionais. De qualquer forma, um profissional da saúde sempre deve ser consultado.

2
Existem riscos para o uso da berberina?

De forma geral, a berberina é um fitoterápico muito seguro se utilizado de forma correta pela maioria das pessoas. Mas existem indícios de que se for consumida em excesso, pode causar náuseas, vômitos, dores abdominais, problemas renais, flatulência e paralisia do centro respiratório.

Então, é preciso sempre seguir a indicação de dosagem adequada.

3
Para quem a berberina é indicada?

Há indícios de que a berberina é ótima tanto para indivíduos saudáveis quanto para portadores de algumas patologias, como a diabetes. Mas é sempre indicado que antes de fazer o uso de qualquer substância, o quadro médico do indivíduo deve ser analisado.

4
E quais as contraindicações da berberina?

Segundo consta na maioria das bulas, a berberina deixa de ser indicada no caso das gestantes e lactantes, por trazer possíveis riscos para os bebês, no segundo caso. Também não é indicada para crianças e menores de 18 anos de forma geral.

Por fim, é sempre bom reforçar que antes de consumir qualquer substância, um médico deve ser consultado.